Marcos Matos (Curriculum Vitae)

outubro 17, 2008
 

Marcos Antonio Matos

possui graduação em Engenharia Agronômica e mestrado em Agronomia na área de Engenharia pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo. Tem experiência em agronegócios, cooperativismo, planejamento e gerenciamento de projetos agrícolas e de produção de biocombustíveis. Atualmente trabalha na Organização das Cooperativas Brasileiras, na Gerência de Apoio ao Desenvolvimento em Mercados e tem como função a prospecção de oportunidades de negócio e o apoio pleno a participação das cooperativas no agronegócio. É Titular da Câmara Temática de Infra-Estrutura e Logística do Agronegócio e Suplente das Câmaras Temáticas de Agricultura Competitiva e Sustentável, Financiamento e Seguro do Agronegócio, Insumos Agropecuários, Cadeia Produtiva de Culturas de Inverno e Cadeia Produtiva da Soja junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, representando os interesses do cooperativismo no Brasil.
(Texto informado pelo autor)

Última atualização do currículo em 13/10/2008
Endereço para acessar este CV:
http://lattes.cnpq.br/3044079689810809

Dados pessoais
Nome Marcos Antonio Matos
Nome em citações bibliográficas MATOS, M.A.
Sexo Masculino
Endereço profissional Organização das Cooperativas Brasileiras.
SAUS Quadra 4 Bloco I
Setor de Autarquias Sul
13418-900 – Brasilia, DF – Brasil
Telefone: (61) 33252652
URL da Homepage: http://www.brasilcooperativo.coop.br/site/brasil_cooperativo/index.asp

Formação acadêmica/Titulação
2005 – 2007 Mestrado em Agronomia Máquinas Agrícolas.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Modelo Informatizado para o Planejamento Operacional e Econômico de Sistemas Mecanizados, Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: MARCOS MILAN.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Modelagem; Pontualidade de operações; Custos; Gerenciamento de máquinas agrícolas.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Máquinas e Implementos Agrícolas / Especialidade: Aplicações de Programação Linear Em Máquinas Agrícolas.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Máquinas e Implementos Agrícolas / Especialidade: Gerenciamento de Frotas Agrícolas.
Setores de atividade: Produção vegetal.
1999 – 2003 Graduação em Engenharia Agronômica. Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Estudo da CTC em Solo Tratado com Lodo de Esgoto.
Orientador: Maria Emília Mattiazzo.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.

Formação complementar
2008 – 2008 Capacitação em Projetos – Fundecoop. (Carga horária: 16h).
Organização das Cooperativas Brasileiras, OCB NACIONAL, Brasil.
2008 – 2008 Análise Fundamental e Comercialização de Soja. (Carga horária: 10h).
Safras e Mercados, SAFRAS E MERCADO, Brasil.
2007 – 2007 Curso Derivativos BB/BMF. (Carga horária: 40h).
BM&F, BM&F, Brasil.
2006 – 2006 Jornada de Atualização em Agricultura de Precisão. (Carga horária: 50h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2005 – 2005 Curso de Aperfeiçoamento Agricultura de Precisão. (Carga horária: 15h).
Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Engenharia R, ESALQ/LER, Brasil.
2004 – 2004 Visual Basic 6 0. (Carga horária: 24h).
Centro de Informática do Campus Luiz de Queiroz, CIAGRI, Brasil.
1999 – 1999 Custos de Produção na Atividade Agropecuária. (Carga horária: 20h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

Atuação profissional
  Organização das Cooperativas Brasileiras, OCB NACIONAL, Brasil.
Vínculo institucional  
2007 – Atual Vínculo: CLT, Enquadramento Funcional: Assessor Técnico de Nível Superior, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Atividades  
09/2007 – Atual Serviços técnicos especializados , Gerência de Apoio ao Desenvolvimento em Mercados, .
  Serviço realizado
Análise Conjuntural das Commodities Agropecuárias, Inserção das Cooperativas no Processo de Produção de Biodiesel, Elaboração de INFOTEC (Artigos Técnicos Voltados ao Agronegócio), Assessoramento Técnico ao Ramo Agropecuário.
  VIGNA BRASIL Agribusiness Intelligence, VIGNA, Brasil.
Vínculo institucional  
2006 – 2007 Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Gerenciamento de Projetos Agroindustriais
Outras informações Análise da Viabilidade Técnica, Mercadológica e Econômica/Financeira de Projetos Agroindustriais, como foco em Agroenergia (implatanção de usinas de açúcar e álcool, biodiesel, biomassa florestal).
Atividades  
01/2006 – 07/2007 Atividades de Participação em Projeto, VIGNA BRASIL Agribusiness Intelligence, .
  Projetos de pesquisa
Setor Sucroalcooleiro: Projetos de análise da viabilidade econômica para a implantação de usinas e destilarias em diversos estados brasileiros.
Projetos Florestais – Produção de Pellets de Eucalipto (integração floresta, indústria peletizadora e logística do empreendimento)
Produção de Biodiesel – Projetos agroindustriais a partir do Girassol, Soja e Pinhão-Manso
  Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional  
2005 – 2007 Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Aluno de Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.
Atividades  
02/2004 – 05/2007 Pesquisa e desenvolvimento , Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, .
  Linhas de pesquisa
Gerenciamento e Administração Agroindustrial.
01/2005 – 12/2006 Atividades de Participação em Projeto, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, .
  Projetos de pesquisa
Modelo informatizado para o planejamento operacional e econômico de sistemas mecanizados
08/2005 – 03/2006 Atividades de Participação em Projeto, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, .
  Projetos de pesquisa
Avaliação do desempenho operacional e econômico da colhedora de cana-de-açúcar 3510 em diferentes sistemas de produção.
08/2004 – 12/2004 Atividades de Participação em Projeto, .
  Projetos de pesquisa
Avaliação do sistema de corte semi-automático (CACB) na colhedora de cana-de-açúcar CH 2500.
02/2001 – 05/2002 Atividades de Participação em Projeto, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, .
  Projetos de pesquisa
Desempenhos vegetativo e produtivo das culturas de Eleusine coracana e da soja em sucessão.

Linhas de Pesquisa
1. Gerenciamento e Administração Agroindustrial.
   

 

Projetos de Pesquisa
2007 – 2007 Setor Sucroalcooleiro: Projetos de análise da viabilidade econômica para a implantação de usinas e destilarias em diversos estados brasileiros.
  Descrição: Balanço Econômico e Energético, Localização dos Empreendimentos (Aptidão Agrícola de Solos e Avaliação Legal de Propriedades) , Análise da Viabilidade Econômica (VPL, VPL Perpétuo, TIR, Payback) e Mercadológica e Inserção da Espacialização de Indicadores para o Levantamento Logístico do Empreendimento. Elaboração de relatórios finais segundo a Análise de Sensibilidade para as Variáveis Críticas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Especialização ( 1) / Mestrado acadêmico ( 2) / Doutorado ( 1) .
Integrantes: Marcos Antonio Matos – Coordenador.

2007 – 2007 Projetos Florestais – Produção de Pellets de Eucalipto (integração floresta, indústria peletizadora e logística do empreendimento)
  Descrição: Localização de Empreendimentos Florestais (Aptidão Agrícola de Solos e Avaliação Legal de Propriedades) , Análise da Viabilidade Econômica (VPL, VPL Perpétuo, TIR, Payback) e Mercadológica e Inserção da Espacialização de Indicadores para o Levantamento Logístico do Empreendimento. Elaboração de relatórios finais segundo a Análise de Sensibilidade para as Variáveis Críticas. A avaliação engloba o setor florestal, a indústria peletizadora e a verticalização do empreendimento.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Mestrado acadêmico ( 2) / Doutorado ( 1) .
Integrantes: Marcos Antonio Matos – Coordenador.
.

2007 – 2007 Produção de Biodiesel – Projetos agroindustriais a partir do Girassol, Soja e Pinhão-Manso
  Descrição: Localização de Projetos (Aptidão Agrícola de Solos e Avaliação Legal de Propriedades) , Análise da Viabilidade Econômica (VPL, VPL Perpétuo, TIR, Payback) e Mercadológica e Inserção da Espacialização de Indicadores para o Levantamento Logístico do Empreendimento. Elaboração de relatórios finais segundo a Análise de Sensibilidade para as Variáveis Críticas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Especialização ( 1) / Mestrado acadêmico ( 2) .
Integrantes: Marcos Antonio Matos – Coordenador.
.

2005 – 2007 Modelo informatizado para o planejamento operacional e econômico de sistemas mecanizados
  Descrição: Desenvolvimento do Software GFROTA para o planejamento agrícola (sistemas mecanizados, mão-de-obra, insumos) considerando-se a logística de tal’hões e a pontualidade nas operações mecanizadas. Foi projetado em Borland Delphi 7.0 e banco de dados correlacionados em SQL Server. O sistema foi aplicdo para o planejamento operacional e econômico na cultura da soja, com a consideração da pontualidade na semeadura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico ( 2) Doutorado ( 1) .
Integrantes: MARCOS MILAN – Integrante / JOSÉ VÍTOR SALVI – Integrante / Marcos Antonio Matos – Coordenador.
.

2005 – 2006 Avaliação do desempenho operacional e econômico da colhedora de cana-de-açúcar 3510 em diferentes sistemas de produção.
  Descrição: Solicitação da John Deere e trata sobre a avaliação de desempenho de colhedoras automotrizes para cana-de-açúcar (cana picada). Vários fatores interferem no desempenho das máquinas e equipamentos e dentre eles podem ser citados as especificações técnicas do projeto, a qualidade de fabricação, as condições de trabalho, o operador e o sistema gerencial da usina. No caso das máquinas agrícolas as condições de trabalho têm um papel preponderante no desempenho, pois envolvem características do local da operação como a topografia e o tipo de solo, características da cultura como a produtividade, porte, estado de maturação, e as condições climáticas. No caso da avaliação de colhedoras de cana a bibliografia especializada mostra a necessidade de se caracterizar as condições em que os ensaios são desenvolvidos, buscando-se uma possível explicação para comportamentos diferenciados e a repetibilidade dos procedimentos. Sabe-se, porém, que tanto a repetibilidade das condições de campo do ensaio quanto à explicação para comportamentos diferenciados não são facilmente obtidos devido ao grande número de fatores envolvidos, a variabilidade de cada fator e a inter-relação existente entre eles..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação ( 0) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 4) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) .
Integrantes: MARCOS MILAN – Coordenador / JOSÉ VÍTOR SALVI – Integrante / ADRIANO BARBOSA MARQUES DE SOUZA – Integrante / Gustavo Fontana – Integrante / Marcos Antonio Matos – Integrante.
Financiador(es): John Deere – Cooperação..

2004 – 2005 Avaliação do sistema de corte semi-automático (CACB) na colhedora de cana-de-açúcar CH 2500.
  Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Integrantes: MARCOS MILAN – Coordenador / JOSÉ VÍTOR SALVI – Integrante / Marcos Antonio Matos – Integrante.
Financiador(es): John Deere – Cooperação..

2001 – 2002 Desempenhos vegetativo e produtivo das culturas de Eleusine coracana e da soja em sucessão.
  Descrição: Trata-se de projeto de pesquisa abrangente sobre adubação de sistemas de produção envolvendo plantio direto da cultura da soja sobre a palhada do capim-pé-de-galinha (Eleusine coracana) como cultura de cobertura, sobre a qual efetuou-se a adubação parcial e total da adubação de base da soja. .
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação ( 10) / Mestrado acadêmico ( 2) / Doutorado ( 1) .
Integrantes: SEGATELLI, C.R. – Integrante / FRANCISCO, E.A.B. – Integrante / PEDROSO, D.B. – Integrante / BARROS, F.F. – Integrante / Luciana Aparecida Marques – Integrante / Samuel Sadao Nacamura – Integrante / Melissa Pin Lucheti – Integrante / Guilherme Heitor de Mendonça Procópio – Integrante / Flávia Zaparoli Bereta – Integrante / Artur Koestner – Integrante / Diego Carretero – Integrante / Gil Miguel de Sousa Câmara – Coordenador / Marcos Antonio Matos – Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – Bolsa..

Áreas de atuação
1. Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Agronegócio.
2. Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Cooperativismo.
3. Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Agroenergia.
4. Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Elaboração e Análise de Projetos.

Idiomas
Inglês Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.

Prêmios e títulos
2003 Prêmio Manah – Referente aos alunos que obtiveram melhores notas nas disciplinas do Departamento de Ciência dos Solos da ESALQ/USP, Manah.

 

Produção em C,T & A

  Produção bibliográfica
  Artigos completos publicados em periódicos
1.   NINAUT, E.S. ; PRADO, G.R. ; MATOS, M.A. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . Prospecção de Mercados para o Biodiesel: O Papel da OCB. Revista Biodiesel, v. 25, p. 16-18, 2008.
2. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. . O SEGURO RURAL NO BRASIL:situação atual e perspectivas. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 38, p. 43-51, 2008.
3. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. . PANORAMA DO COOPERATIVISMO NO BRASIL: Censo, Exportações e Faturamento. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 38, p. 43-55, 2008.
4.   MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. ; Caiado, R. C. ; SALVI, J.V. . A Elevação dos Preços das Commodities Agrícolas e a Questão da Agroenergia. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, v. 38, p. 45-54, 2008.
5. SALVI, J.V. ; MATOS, M.A. ; MILAN, M. . Avaliação do desempenho de dispositivo de corte de base de colhedora de cana-de-açúcar.. Engenharia Agrícola, v. 27, p. 201-209, 2007.
6.   NINAUT, E.S. ; PRADO, G.R. ; MATOS, M.A. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . Análise Estratégica do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel visa a Inserção das Cooperativas na Produção. Revista Biodiesel, v. 23, p. 20-22, 2007.
7. MATOS, M.A. ; SALVI, J.V. ; MILAN, M. . Adubação Antecipada. Cultivar Máquinas, v. 5, p. 27-29, 2006.
8. MATOS, M.A. ; SALVI, J.V. ; MILAN, M. . Pontualidade na Operação de Semeadura e a Antecipação da Adubação e suas Influências na Receita Líquida da Cultura da Soja.. Engenharia Agrícola, v. 26, p. 493-501, 2006.
9. SEGATELLI, C.R. ; CÂMARA, G.M.S. ; HEIFFIG, L.S. ; FRANCISCO, E.A.B. ; MATOS, M.A. ; PEDROSO, D.B. . Produção de matéria seca de Eleusine coracana (L.) Gaertn., em função da aplicação antecipada da adubação da soja.. Revista de Agricultura (Piracicaba), v. 81, p. 233-242, 2006.
  Capítulos de livros publicados
1. GONÇALVES, A.C.S. ; MONTEIRO, A.C. ; MACHADO, G.V. ; SALVI, J.V. ; MATOS, M.A. ; QUEIROZ, O.C.M. ; CINTRA, R.F. . Cultura da Goiaba. In: VITTI, G.C.; DIAS, A.S.; FLORI, F.. (Org.). Piracicaba: ESALQ-LSN/GAPE/COOPERCITRUS/STOLLER, 2001, v. , p. -.
  Textos em jornais de notícias/revistas
1. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. ; Caiado, R. C. . A Elevação dos Preços dos Alimentos no Cenário Internacional. Revista AgriMotor, São Paulo, Capital, p. 22 – 23, 01 ago. 2008.
2. MATOS, M.A. ; Gisoldi, R. . Fim de barreiras nos EUA fará etanol liderar exportação de cooperativas (Entrevista). DCI – Diário da Indústria, Comércio & Serviços, São Paulo, 03 jul. 2008.
3. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . Exportações Diretas das Cooperativas Brasileiras. Revista AgriMotor, São Paulo, Capital, p. 28 – 29, 01 jun. 2008.
4. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. ; MARTINS, F.A.Z. ; Caiado, R. C. . Exportações das Cooperativas nos Meses de Janeiro a Março de 2008. INFOTEC – Informativos Técnicos, OCB, p. 1 – 30, 10 maio 2008.
5. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. . Panorama do Seguro Rural no Brasil. Revista Agrimotor – nº32, São Paulo, p. 06 – 07, 01 maio 2008.
6. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. ; Caiado, R. C. . A Influência do Câmbio na Formação de Preços no Agronegócio. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, OCB, p. 1 – 16, 25 abr. 2008.
7. MATOS, M.A. ; Santos, E. D. ; NINAUT, E.S. . Agronegócio do Café e o Sistema Cooperativista Brasileiro: Uma Análise Econômica e Tributária. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, OCB, v. 12, p. 1 – 71, 15 abr. 2008.
8. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . O Seguro Rural no Brasil em 2007. INFOTEC – Informações Técnicas da OCB, OCB, v. 14, p. 1 – 19, 04 abr. 2008.
9. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . Análise Econômica do Cooperativismo: Censo, Exportações e Faturamento. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, OCB, v. 13, p. 1 – 29, 01 abr. 2008.
10. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . Análise Logística com Ênfase no Agronegócio Brasileiro. INFOTEC – Informativo Técnico da OCB, OCB, p. 1 – 23, 01 abr. 2008.
11. Giusti, S. C. ; Santos, E. D. ; MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . Contribuição Cooperativista no Ambiente Cooperativo de Crédito no Brasileiro. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, OCB, v. 15, p. 1 – 52, 25 mar. 2008.
12. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. ; MOREIRA, P.M. ; MARTINS, F.A.Z. . Análise das Exportações das Cooperativas Brasileiras em 2007. INFOTEC Artigos Técnicos da OCB, OCB, v. 10, p. 1 – 39, 15 jan. 2008.
13. NINAUT, E.S. ; PRADO, G.R. ; MATOS, M.A. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . Análise estratégica do PNPB visa inserção das cooperativas na produção. Revista Biodiesel, Monte Alto, v. 23, p. 20 – 22, 01 dez. 2007.
14. BANCHI, A.D. ; LOPES, J.R. ; MATOS, M.A. . Consumo de Combustível em Frotas Agrícolas.. Revista Agrimotor, São Paulo, v. 5, p. 8 – 9, 01 ago. 2005.
15. BANCHI, A.D. ; LOPES, J.R. ; MATOS, M.A. . Custos com Reparos e Manutenção no Transporte de Cana-de-Açúcar.. Revista Agrimotor, São Paulo, v. 4, p. 30 – 31, 01 maio 2005.
16. BANCHI, A.D. ; LOPES, J.R. ; MATOS, M.A. . Conceitos Técnicos e Econômicos na Colheita Mecanizada de Cana-de-Açúcar.. Revista Alcoolbrás, São Paulo, v. 91, p. 68 – 79, 01 abr. 2005.
17. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. . O mercado de fertilizantes no Brasil e a sua importância para o cooperativismo. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 11, p. 1 – 15.
18. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . O endividamento do setor agropecuário brasileiro. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 1, p. 1 – 8.
19. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . O cooperativismo frente às perspectivas econômicas. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 2, p. 1 – 8.
20. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . Sumário das Exportações das Cooperativas Brasileiras. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 3, p. 1 – 9.
21. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . O agronegócio e a inflação no Brasil. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 4, p. 1 – 9.
22. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . O mercado de leite: situação atual e perspectivas no Brasil. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 5, p. 1 – 11.
23. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. ; LIMA, F.R. . Mercados futuros e de opção: oportunidades para o cooperativismo. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 6, p. 1 – 23.
24. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . A influência do câmbio no agronegócio brasileiro. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 7, p. 1 – 14.
25. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. . Governo, o sistema cooperativista e o mercado de biodiesel. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 8, p. 1 – 24.
26. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PRADO, G.R. ; MARTINS, F.A.Z. ; MOREIRA, P.M. ; SANTOS, I.R.S. . O seguro rural no Brasil: situação atual e perspectivas. INFOTEC – Informativos Técnicos da OCB, Brasília, v. 9, p. 1 – 15.
  Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1. MATOS, M.A. ; MILAN, M. ; SALVI, J.V. ; SOUZA, A.B.M. de . Custo operacional de uma colhedora de cana de açúcar com a consideração da interação entre a velocidade e as perdas na colheita.. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola – Agroenergia e desenvolvimento tecnológico., 2006, João Pessoa – PB. Anais do XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agricola. Jaboticabal : SBEA, 2006.
2. SALVI, J.V. ; MILAN, M. ; MATOS, M.A. ; SOUZA, A.B.M. de . Desempenho qualitativo de colhedoras de cana de açúcar.. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola – Agroenergia e desenvolvimento tecnológico., 2006, João Pessoa – PB. Anais do XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agricola. Jaboticabal : SBEA, 2006.
3. MATOS, M.A. . Potencial de Redução de Custos em Frotas Automotivas.. In: 6o. Seminário Paulista de Manutenção, 2005, São Paulo. Anais do 6o. Seminário Paulista de Manutenção, 2005.
4. MATOS, M.A. . Modelo Informatizado para o Gerenciamento Agrícola.. In: 6o. Seminário Paulista de Manutenção, 2005, São Paulo. Anais do 6o. Seminário Paulista de Manutenção, 2005.
5. GONÇALVES, A.C.S. ; MONTEIRO, A.C. ; MACHADO, G.V. ; SALVI, J.V. ; MATOS, M.A. ; QUEIROZ, O.C.M. ; CINTRA, R.F. . Culura da Goiaba. In: 1o. Dia da Goiaba, 2001, Taquaritinga. 1o. Dia da Goiaba, 2001.
  Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1. MATOS, M.A. ; SALVI, J.V. ; MILAN, M. . Avaliação do custo indireto da pontualidade na semeadura direta da soja (Glycine max (L.) Merril) através da antecipação da adubação. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2005, Canoas/RS. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2005.
2. SALVI, J.V. ; MILAN, M. ; SARRIÉS, G.A. ; SOUZA, A.B.M. de ; NAGUMO, G.K. ; MATOS, M.A. . Avaliação dos sistemas de corte basal de uma colhedora de cana-de-açúcar. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2005, Canoas/RS. Anais do XXXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2005.
  Resumos publicados em anais de congressos
1. SEGATELLI, C.R. ; CÂMARA, G.M.S. ; HEIFFIG, L.S. ; FRANCISCO, E.A.B. ; BARROS, F.F. ; MATOS, M.A. . Incremento da produção de matéria seca do Eleusine coracana com a antecipação da adubação fosfatada e potássica recomendada para a cultura da soja.. In: XXVII Reunião de Pesquisa de Soja da Região Central do Brasil, 2005, Cornélio Procópio (PR). Documentos. Embrapa Soja Londrina, 2005. v. 257. p. 70-70.
2. SANTOS D.L. dos ; MATTIAZZO, M.E. ; MATOS, M.A. ; ANDRADE, C.A. . Degradação da fração orgânica de lodos de esgoto após aplicação no solo.. In: Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo, 2002, Piracicaba. Anais da 10/Reunião Paulista de Iniciação Científica em Ciências Agrárias,13/Congresso de Iniciação Científica da ESALQ, 16, 2002. p. 38.
  Artigos aceitos para publicação
1. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . PANORAMA DO COOPERATIVISMO NO BRASIL: CENSO, EXPORTAÇÕES E FATURAMENTO. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, 2008.
2. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . O SEGURO RURAL NO BRASIL: Situação atual e perspectivas. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, 2008.
3. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. ; SALVI, J.V. . A ELEVAÇÃO DOS PREÇOS DAS COMMODITIES AGRÍCOLAS E A QUESTÃO DA AGROENERGIA: O Posicionamento da OCB. Informações Econômicas. Instituto de Economia Agrícola, 2008.
4. MATOS, M.A. ; NINAUT, E.S. . ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES DIRETAS DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS. Revista de Política Agrícola, 2008.
5. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. . O PROCESSO DE PRODUÇÃO DE BIODIESEL E AS TENDÊNCIAS DO COOPERATIVISMO. Revista Biodiesel, 2008.
  Apresentações de Trabalho
1. MATOS, M.A. . Planejamento de sistemas mecanizados: estudo de caso aplicado à cultura da soja.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
2. MATOS, M.A. . Avaliação da pontualidade na cultura da soja em semeadura direta através da antecipação da adubação.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
3. MATOS, M.A. . Receita Líquida na Cultura da Soja com a consideração da Pontualidade nas Operações de Semeadura e Colheita e a Antecipação da Adubação.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
4. MATOS, M.A. . Avaliação da Pontualidade na Cultura da Soja em Semeadura Direta Através da Antecipação da Adubação.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
5. MATOS, M.A. . Avaliação da Pontualidade na Cultura da Soja em Semeadura Direta Através da Antecipação da Adubação.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
6. MATOS, M.A. . Custo Operacional e Ponto de Renovação de Máquinas Agrícolas. 2005. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
7. MATOS, M.A. . Avaliação da Pontualidade na Cultura da Soja em Semeadura Direta Através da Antecipação da Adubação. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
8. MATOS, M.A. . Avaliação dos Custos Indiretos na Cultura da Soja em Semeadura Direta Através da Antecipação da Adubação.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).
  Demais tipos de produção bibliográfica
1. MATOS, M.A. ; MARTINS, M. ; MONTEIRO, A.C. . Viabilidade da Implantação de Sistema de Armazenamento para um Produtor de Soja na Região de Comodoro/Campos de Júlio, MT. 2003 (Monografia).
2. MATOS, M.A. . Redução do Custo Indireto na Semeadura da Soja. 2003 (Monografia).
3. MATOS, M.A. . Análise Contábil de uma Empresa Canavieira no Município de Sertãozinho, SP. 2001 (Monografia).

  Produção técnica
  Softwares sem registro de patente
1.   MATOS, M.A. . GFROTA Planejamento Agrícola. 2007.
  Trabalhos técnicos
1. MOLIN, J.P. ; SALVI, J.V. ; SILVA, J.F.da ; MASCARIN, L.S. ; MATOS, M.A. ; JACQUES, R. . Avaliação do desempenho do dosador de semeadora pneumática marca Baldan modelo PP Solo Speed Box Evolution.. 2004.
  Demais tipos de produção técnica
1. MATOS, M.A. . “Prêmio Cooperativa do Ano”. 2008. (Participação em Comitê Técnico).
2. MATOS, M.A. . Exportações das Cooperativas Brasileiras com a Consideração da Taxa de Câmbio e dos Preços dos Alimentos e dos Fertilizantes. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
3. MATOS, M.A. . Exportações Diretas das Cooperativas: Uma Análise Econômica. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
4. MATOS, M.A. . Seguro Rural no Brasil: Análise do Prgrama de Subvenção ao Prêmio e Limitações. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
5. MATOS, M.A. . Livre Comércio em Debate (Negociações Rodada de Doha). 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
6. MATOS, M.A. . Queda no Preço da Soja Preocupa Produtores. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
7. MATOS, M.A. . Preços das Commodities Agrícolas e os Impactos aos Produtores e Consumidores. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).
8. MATOS, M.A. . Falta de crédito no mercado deve ser principal impacto da crise norte-americana na agricultura brasileira. 2008. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Eventos
  Participação em eventos
1. 7º Congresso Brasileiro de Agribusiness: Agronegócio e Sustentabilidade – ABAG. 2008. (Participações em eventos/Congresso).
2. Insituto ARES “Reserva Legal e a Importância da Valoração Ambiental”. 2008. (Participações em eventos/Seminário).
3. 1º Seminário da Frente Parlamentar do Cooperativismo. 2008. (Participações em eventos/Seminário).
4. Risco e Gestão do Seguro Rural no Brasil. 2008. (Participações em eventos/Seminário).
5. Inserção Sustentável das Cooperativas no Mercado de Carbono. 2008. (Participações em eventos/Seminário).
6. Projeto de Irrigação Pontal: Reunião com Potenciais Investidores.Oportunidades para o Cooperativismo no Projeto Pontal com Ênfase na Atividade Agrícola. 2008. (Participações em eventos/Oficina).
7. Workshop – Innovation in a Agribusiness.Innovation and technology transfer. 2008. (Participações em eventos/Encontro).
8. 4º Encontro de Mercados.Agronegócio Cafeeiro e o Sistema de Inteligência Comercial da OCB. 2008. (Participações em eventos/Encontro).
9. 51ª Semana “Luiz de Queiroz”. 2008. (Participações em eventos/Encontro).
10. XXX CONFERÊNCIA REGIONAL DA FAO PARA AMÉRICA LATINA E CARIBE. 2008. (Participações em eventos/Outra).
11. 22nd International Conference on Coffee Science (ASIC – Association for Science and Information on Coffee). 2008. (Participações em eventos/Outra).
12. 6ª Ciência para a Vida (EMBRAPA). 2008. (Participações em eventos/Outra).
13. XII Fórum ABAG – Agroenergia e Sustentabilidade. 2008. (Participações em eventos/Outra).
14. II Seminário Uso Correto e Seguro de Produtos Fitossanitários – Sociedade e Ambiente. 2007. (Participações em eventos/Seminário).
15. Congresso Brasileiro de Agricultura de Precisão (Comissão de Apoio). 2006. (Participações em eventos/Congresso).
16. XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola – Agroenergia e desenvolvimento tecnológico..Desempenho qualitativo de colhedoras de cana-de-açúcar.. 2006. (Participações em eventos/Congresso).
17. Jornada de Atualização em Agricultura de Precisão (Monitoria e Coordenação). 2006. (Participações em eventos/Outra).
18. XXXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola.Avaliação do custo indireto da pontualidade na semeadura direta da soja (Glycine max (L.) Merril) através da antecipação da adubação.. 2005. (Participações em eventos/Congresso).
19. 6o. Seminário Paulista de Manutenção.Potencial de Redução de Custos em Frotas Automotivas.. 2005. (Participações em eventos/Seminário).
20. II Simpósio de Tecnologia de Produção de Cana-de-Açúcar. 2005. (Participações em eventos/Simpósio).
21. XXVII Reunião de Pesquisa de Soja da Região Central do Brasil.Incremento da produção de matéria seca do Eleusine coracana com a antecipação da adubação fosfatada e potássica recomendada para a cultura da soja.. 2005. (Participações em eventos/Outra).
22. XXXIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. 2004. (Participações em eventos/Congresso).
23. Seminários de Crédito, Mercados Futuros & CPRs. 2002. (Participações em eventos/Seminário).
24. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo.Degradação da fração orgânica de lodos de esgoto após aplicação no solo.. 2002. (Participações em eventos/Simpósio).
25. 38a. Reunião Anual da Sociedade Basileira de Zootecnia. 2001. (Participações em eventos/Simpósio).
26. I Simpósio do Agronegócio das Plantas Oleaginosas (Organização e Participação). 2001. (Participações em eventos/Simpósio).
27. 1o. Dia da Goiaba.Cultura da Goiaba. 2001. (Participações em eventos/Outra).
28. Encontro da Sociedade Brasileira de Genética – Regional São Paulo. 1999. (Participações em eventos/Encontro).
29. Curso de Custos de Produção na Atividade Agropecuária. 1999. (Participações em eventos/Outra).

  Organização de eventos
1. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; MEINEN, E. . Estrutura e Governança nas Cooperativas de Crédito. 2008. (Organização de evento/Outro).
2. Peres, J. A. S. ; MATOS, M.A. . Desafios para as Lideranças na Nova Conjuntura Econômica. 2008. (Organização de evento/Outro).
3. Peres, J. A. S. ; MATOS, M.A. . Desafios para as Lideranças na Nova Conjuntura Econômica. 2008. (Organização de evento/Outro).
4. NINAUT, E.S. ; MATOS, M.A. ; PAGNUSSATT . Estrutura e Governança nas Cooperativas de Crédito. 2007. (Organização de evento/Outro).

Outras informações relevantes
Marcos Antonio Matos tem contribuído na discussão de temas relevantes para o agronegócio brasileiro, com citações no jornal Folha de São Paulo, Gazeta Mercantil, Diário do Comércio, Indústria e Serviços de São Paulo, Diário do Comércio de Belo Horizonte, Zero Hora, Correio Braziliense e Câmara Brasil-Arábia. Principais citações: 1) Cooperativas se preparam para exportar até US$ 4 bi Jornal: Folha de S. Paulo, Caderno Dinheiro. Data: 12 de agosto de 2008; 2) Indústria e setor agrícola lamentam fracasso na OMC Jornal: Folha de S. Paulo, Caderno Dinheiro. Data: 30 de julho de 2008; 3) Fim de barreiras nos EUA fará etanol liderar exportação de cooperativas Jornal: Diário do Comércio e Indústria. Data: 03 de julho de 2008. 4) Aumento na receita da cafeicultura não garante renda Jornal: Gazeta Mercantil. Data: 18 de julho de 2008. 5) Technology Helps Brazil Get Record Crop Without Expanding Planted Area Jornal: Câmara Brasil-Arábia. Data: 11 de setembro de 2008. 6) Cooperativas de MG elevam os embarques no semestre Jornal: Diário do Comércio – Belo Horizonte. Data: 14 de agosto de 2008. Marcos Antonio Matos representa os interesses do cooperativismo no Brasil na formulação da Política Agrícola, sendo Titular da Câmara Temática de Infra-Estrutura e Logística do Agronegócio e Suplente da Câmara Temática de Financiamento e Seguro do Agronegócio, da Câmara Temática de Insumos Agropecuários, da Câmara Temática de Agricultura Sustentável, da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Culturas de Inverno e da Câmara Setorial da Cultura da Soja junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (CONSAGRO). Marcos Antonio Matos foi membro do Comitê Técnico do Prêmio Cooperativa do Ano 2008 (Parceria Revista Globo Rural e OCB).
Anúncios

Modelo informatizado para o planejamento operacional e econômico de sistemas mecanizados com a consideração da pontualidade

outubro 17, 2008

planejamento-agricola-mestrado

A mecanização é uma das etapas mais importantes dentro do processo produtivo, sendo responsável por viabilizar sistemas de produção e elevar a competitividade da agricultura nacional. Contudo, a utilização de máquinas agrícolas pode representar até 40% dos custos totais de produção, o que justifica a necessidade do seu planejamento, promovendo uma busca pela melhoria nos sistemas gerenciais por meio do aproveitamento dos recursos produtivos. O planejamento de sistemas mecanizados é considerado complexo devido aos diversos fatores que devem ser analisados para o suprimento das necessidades de uma propriedade agrícola. Dentre os fatores conhecidos, destaca-se a sensibilidade das culturas às épocas de realização das operações mecanizadas, pois os atrasos nas operações acarretam prejuízos na qualidade e/ou quantidade de produto produzido, conceito esse associado às perdas por pontualidade, pouco conhecido no Brasil. Por outro lado as características do sistema de produção adotado podem também influir na rentabilidade da atividade. O sistema de plantio direto além dos benefícios ambientais, por ser um sistema conservacionista, diminui a necessidade de máquinas agrícolas, pela redução do número de operações devido à ausência do preparo periódico do solo. Com a consolidação desse sistema, tornou-se indispensável o aprimoramento de técnicas que resultem em uma melhoria na eficiência das operações mecanizadas. Uma dessas técnicas é a antecipação da adubação que passa a ser realizada na cultura antecessora, normalmente um adubo verde, e pode estar associado à redução dos custos operacionais na agricultura. Considerando-se a importância econômica da mecanização, as características dos ambientes agrícolas e das culturas, o objetivo deste trabalho foi desenvolver um modelo para o dimensionamento operacional e econômico de sistemas mecanizados com a consideração da pontualidade e as suas influências na receita líquida do processo em sistemas de produção. O modelo apresentou-se consistente por meio da verificação e da validação, com relação à rotina de programação e aos resultados obtidos, podendo ser aplicado com a consideração da pontualidade nas operações agrícolas. As produtividades das cultivares de soja foram afetadas pela época de realização da semeadura, caracterizando-se a importância de se considerar a pontualidade nessa operação. O prolongamento do intervalo de semeadura da soja, visando obter uma redução no número de máquinas e maior número de horas de uso anual, influenciou o custo da mecanização da cultura. Contudo, a análise da pontualidade na semeadura com a consideração dos sistemas de produção, foi fator determinante para a elevação da receita líquida na cultura da soja. O sistema antecipação da adubação mostrou-se viável, por meio da redução do número de conjuntos, do custo operacional e total, o que possibilitou no aumento da receita líquida, quando comparado ao sistema tradicional, independentemente do período de semeadura. A análise da área da propriedade como uma variável crítica no dimensionamento de sistemas mecanizados mostrou que existem módulos ideais para a utilização de máquinas agrícolas, reduzindo o seu custo operacional devido ao maior aproveitamento do número de máquinas na propriedade, o que depende do sistema de produção adotado.

Mercado de Soja

outubro 16, 2008

Análise de Mercado da Soja (abril-08)

O mercado mundial de soja no mês de abril de 2008 é influenciado pelas intenções de semeadura nos EUA e pelas condições da colheita na América do Sul. As oscilações negativas nos preços no mês de maço foi resultado da elevação na intenção de plantio da soja na atual safra norte-americana, contudo, as elevações no preço do milho podem alterar esse cenário.

Associado à questão, o aumento da demanda mundial por soja em 2008 deve ser atendido principalmente pelos produtores do Brasil, devido à previsão de crescimento limitado das exportações dos Estados Unidos. Dessa forma, a América do Sul deve captar uma maior fatia do mercado internacional no ciclo 2008/2009. Não há fundamentos no mercado que explicam depressões nos preços da soja no médio e no longo prazo, sinalizando-se a consolidação de um novo patamar de preço para as commodities agrícolas.

SOWING OPERATION PUNCTUALITY AND ANTICIPATION OF FERTILIZING AND THEIR INFLUENCE ON SOYBEAN CROP PROFITS

outubro 4, 2008

 

 

 

Soybean Crop

Soybean crop plays a fundamental role in country economy, and studies on the factors that have an effect on its yields have major importance. One of these factors is related to the interaction between sowing time and crop yield. Delays during sowing operation result in yield decreases and one of the reasons for that are the necessity to apply a great quantity of fertilizer at crop establishment. These great quantities imply on longer loading time of drill, affecting its operation capacity. One way to overcome this problem is to anticipate fertilizing, carrying it out on the previous crop. Therefore, this paper aimed to evaluate the influence of fertilizing out of sowing time on soybean crop profits. In order to achieve this, an empirical model in electronic spreadsheet, was developed to simulate the effects of using different cultivars, sowing periods and productions systems on the profits. The results showed that, for the analyzed scene, fertilizing anticipation promotes rationalization of planning agricultural machinery, reducing the number of machinery necessary to sowing operation and increase crop profits.

 

KEYWORDS

 

 

 

: agricultural mechanization, model, costs.

 

OVERVIEW OF COOPERATIVISM IN BRAZIL: census, exports and billing

setembro 22, 2008

OVERVIEW OF COOPERATIVISM IN BRAZIL

Cooperativism plays an important role in Brazilian economy, particularly in considering its universal principles of origin and evolution. Within this context, studies concentrated on quantitative analyses of cooperatives have become important. For this reason, this article aims to analyze the participation of cooperatives in the Brazilian economy. To achieve this aim, indicators for the census, billing and exports data on cooperativism were selected, and analysis of correlation between the variables included. According to the results obtained in 2007, exports reached US$3.30 billion and billing US$41.02 billion. Considering the leadership of agricultural cooperatives in exports, it is concluded that increased commodity prices developed opportunities for cooperatives.

 

Key-words:

cooperatives, indicators, economics, development, Brazil.

AGRICULTURE INSURANCE IN BRAZIL: current situation and prospects

setembro 22, 2008

Seguro Rural no Brasil

The agribusiness shows economics importance, however, lots of risks were found by cooperatives and farmers that undertake the profit and the increase of jobs in the field. Thus, the Agriculture Insurance has been shown as a tool to mitigate the risk of production losses in the activity. In this context, the present study aims to examine the Agriculture Insurance, considering the Program Grant Award and the Disaster Fund. It has obtained a total of 31.64 thousand contracts, US$34.83 million grant, US$72.99 million premium, and a total insured importance of US$1.55 billion in 2007. The Agriculture Insurance progress is facing a lack of statistical information in the different regions of Brazil for appropriate contracts premium.

 

 

Key-words:

agriculture insurance, cooperatives, agribusiness, risk management.

A ELEVAÇÃO DOS PREÇOS DAS COMMODITIES AGRÍCOLAS E A QUESTÃO DA AGROENERGIA

setembro 22, 2008

Elevação dos preços das commodities agrícolas

A escalada dos preços dos alimentos resultou em discussões que mobilizaram a opinião pública no âmbito mundial. Este estudo foi elaborado a partir das fontes primárias das bases de dados e tem o objetivo de analisar as variáveis envolvidas e as suas influências na elevação dos preços dessas commodities. O crescimento da renda, da população, do consumo, dos preços do petróleo e as condições climáticas influenciaram diretamente nas cotações. Nesse contexto, o Brasil apresenta capa-cidade potencial para expandir a oferta das commodities, devido à eficiência do agronegócio e à disponi-bilidade de área.

 

Hello world!

agosto 18, 2008

Marcos Antonio Matos possui graduação em Engenharia Agronômica e mestrado em Agronomia na área de Engenharia, ambos pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo. Tem experiência em agronegócios, cooperativismo, planejamento e gerenciamento de projetos agrícolas e de produção de biocombustíveis. Atualmente trabalha na Organização das Cooperativas Brasileiras, na Gerência de Desenvolvimento em Mercados e tem como função a prospecção de oportunidades de negócio e o apoio pleno a participação das cooperativas no agronegócio. É Titular da Câmara Temática de Infra-Estrutura e Logística do Agronegócio e Suplente das Câmaras Temáticas de Agricultura Competitiva e Sustentável, Financiamento e Seguro do Agronegócio, Insumos Agropecuários, Cadeia Produtiva de Culturas de Inverno e Cadeia Produtiva da Soja junto ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, representando tecnicamente os interesses do cooperativismo no Brasil.